Este site usa cookies. Alguns cookies são essenciais para a correcta operação do mesmo e já foram configuradas.
Pode bloquear e apagar as cookies deste site mas algumas partes poderão não funcionar correctamente.
PAÍS
- ARGENTINABOLÍVIABRASILCANADACHILECOLOMBIACUBAEQUADORESPANHAEUAMÉXICOPANAMÁPARAGUAIPERUPORTUGALURUGUAIVENEZUELA
ÁREA
- ARTE URBANAARTE SONORABAILECERIMÓNIACICLO DE CINEMACINEMACOLÓQUIOCONFERÊNCIA INTERNACIONALCRIAÇÃO PORTUGUESA CONTEMPORÂNEADANÇADESFILEESPAÇO PÚBLICOEXPOSIÇÃOFESTAFILMESFOTOGRAFIAGASTRONOMIAINSTALAÇÃOLEITURALIÇÃOLISBOA À PROVALIVROMARIONETASMÚSICAOLISIPOGRAFIAPEIXE EM LISBOARAAMLRÁDIORESIDÊNCIA ARTÍSTICAPROGRAMA EDUCATIVOTEATROTOPONÍMIAVISITAOFICINAS
EQUIPAMENTOS
- ACADEMIA MILITARARQUIVO MUNICIPAL DE LISBOA | ARQUIVO FOTOGRÁFICOATELIER - MUSEU JÚLIO POMARBIBLIOTECA CAMÕESBIBLIOTECA DE MARVILABIBLIOTECA ORLANDO RIBEIROBLX – BIBLIOTECAS MUNICIPAIS DE LISBOACARPINTARIAS DE SÃO LÁZAROCASA DA AMÉRICA LATINA (CASA DAS GALEOTAS)CASA FERNANDO PESSOACASTELO DE SÃO JORGECCB - CENTRO CULTURAL DE BELÉMCINEMA SÃO JORGECOMPANHIA NACIONAL DE BAILADOBIBLIOTECA DOS CORUCHÉUSCTTESCADARIA DO JARDIM 9 DE ABRIL (À 24 DE JULHO)ESPAÇO PÚBLICOGALERIA DOS PAÇOS DO CONCELHOGALERIA MILLENIUM BCPGALERIAS MUNICIPAISGALERIA QUADRUMGAU - GALERIA DE ARTE URBANAGEO- GABINETE DE ESTUDOS OLISIPONENSESMARIA MATOS TEATRO MUNICIPALBIBLIOTECA DE MARVILAMAAT - MUSEU DE ARTE, ARQUITECTURA E TECNOLOGIAMUDE - MUSEU DO DESIGN E DA MODAMUSEU ARPAD SZENES - VIEIRA DA SILVAMUSEU DA MARIONETAMUSEU DE ETNOLOGIAMUSEU DE LISBOAMUSEU DO ALJUBEMUSEU DO FADOPADRÃO DOS DESCOBRIMENTOSPALÁCIO DA CALHETAPÁTEO DA GALÉ - SALA DO RISCOPOLO CULTURAL GAIVOTAS | BOAVISTARTPSÃO LUIZ TEATRO MUNICIPALTEATRO CAMÕESVÁRIOS ESPAÇOS DA CIDADEARQUIVO MUNICIPAL DE LISBOA | VIDEOTECAEGEAC
TEMAS
- PASSADO E PRESENTEAFRODESCENDENTESCRIAÇÃO CONTEMPORÂNEAMIGRAÇÕESQUESTÃO INDIGENA
< VOLTAR TEATRO

Mateluma

Gullermo Calderón (Chile)

CHILE

De 15 a 17 de Fevereiro
Quarta a Sexta às 21H30

MARIA MATOS TEATRO MUNICIPAL

COMPRAR BILHETES

 

Em 2013, Guillermo Calderón escreveu e encenou Escuela (apresentada em Lisboa em 2014), uma peça sobre os treinos secretos de jovens que lutavam contra a ditadura chilena em finais da década de 80 e que resultava de uma longa investigação na qual entrevistou antigos membros da resistência à ditadura. Um deles, Jorge Mateluna, partilhou a sua história em detalhe, do começo da sua atividade politica aos treze anos, ao cumprimento de uma pena de prisão de catorze anos, depois do seu grupo ter sido detido num assalto a um banco, em 1990.

Pouco depois da estreia de Escuela, Jorge foi detido, novamente acusado de assalto a um banco. Cumpre neste momento, no mesmo local onde cumpriu a pena anterior, uma pena de 17 anos de prisão. Tem quarenta anos e nega firmemente a sua participação neste crime. Há indícios fortes de que os investigadores policiais o tenham prendido com base em provas falsas. Uma razão possível para tal ter acontecido é o facto de, durante o roubo de 1990, um polícia ter sido alvejado e ter morrido.

Mateluna é uma peça sobre a ética da violência política e sobre os conceitos da verdade e da inspiração artística. A sua história mostra a relação entre a realidade exposta em Escuela e a violência política dos dias de hoje, tocando também nos sentimentos profundos de culpa e de justiça, herdados da ditadura de Pinochet.

Espetáculo em castelhano com legendas em português.

Dramaturgia e encenação Guillermo Calderón
Atores Camila González, Andrea Giadach, Maria Paz Gonzalez, Luis Cerda, Carlos Ugarte e Francisca Lewin
Design Loreto Martinez
Coprodução Maria Matos Teatro Municipal com a rede House on Fire e o apoio do Programa Cultura da União Europeia